Vinhopedia - A enciclopédia do vinho.
Rolhas

Saiba como uma rolha é feita – Guia ilustrado

Tudo se inicia na floresta. Sim, as rolhas são feitas a partir de árvores. Mais precisamente da casca do tronco dos Sobreiros. A “colheita” dos Sobreiros é feita somente a cada 9 anos, até que atinja o ponto certo para que as rolhas possam ser produzidas. Essa colheita não prejudica a árvore, pois a casca volta a crescer novamente, e atinje a sua maturidade a cada 9 anos.

Sobreiro

A grande maioria das plantações de Sobreiros ficam em Portugal e na Espanha.

Tronco do sobreiro após a retira da casca

Tronco do sobreiro após a retira da casca

 

O ano da colheita de cada árvore é marcado no seu tronco, para que assim ela não seja colhida na época errada. A cortiça (material extraído a partir da casca do Sobreiro) é um ótimo isolante térmico, o que permite que os Sobreiros tenham uma chance maior de resistência em casos de incêndios que ocasionalmente ocorrem nas florestas.

Sobreiro no quinto ano, e aguardando mais quatro para sua colheita.

Sobreiro com as cascas do tronco retiradas em 2005, e aguardando até 2014 para ser novamente “colhido”.

Aqui uma foto da árvore que foi colhida em 2005 (foto tirada em 2006).

Cortiça no concreto

As cortiças extraídas são armazenadas antes do processsamento. As melhores empresas fabricantes de rolhas costumam armazená-las no concreto, ao invés de simplesmente colocá-las na terra, fazendo com que o risco de contaminação seja baixo.

Cortiça - Casca do Sobrero

Esta é uma foto de um pedaço da casca. É um pouco fina, e não poderá ser utilizada para a produção de uma rolha natural de qualidade. Hoje em dia há algumas técnicas que permitem que pedaços pequenos de cortiça possam ser utilizados para juntar 2 pedaços pequenos.

 

Cortiça fervida

Cortiça sendo Fervida

As pranchas de cortiça são colocadas para serem fervidas até que fiquem bem moles, e também para que fiquem limpas. Para evitar que haja alguma contaminação com sujeira vinda de outras pranchas ou até mesmo da própria sujeita de dentro da fábrica, a água é limpa, filtrada e substituída regularmente.

Cortiça pronta para o próximo passo

As pranchas então ficam planas e fáceis para começar o próximo passo. Este lote passará para o passo seguinte.

As pranchas são selecionadas e cortadas em pedaços menores para que seja fácil o manuseio. Alguma serão perfuradas diretamente para a geração das rolhas, e outras serão utilizadas para se fazer a união com outros restros de cortiça.

Produção de rolhas

Perfurando a cortiça pra produzir a rolha

Os trabalhadores estão perfurando manualmente as pranchas de cortiça para gerar rolhas inteiras. Outras serão perfuradas por máquinas. É um processo que exige técnica. Fazer a escolha errada na hora de perfurar a cortiça, pode fazer com que ocorra desperdício de cortiça.

Perfurando a cortiça

O que sobrou da prança de cortiça

A foto mostra o que sobrou da prancha de cortiça. O que sobrou, irá ser mais tarde triturado e em outro processo unido para se fabricar outro tipo de rolha.

Rolhas ensacadas

Seleção de rolhas

Após isso, elas são selecionadas manualmente para garantir o nível de qualidade de cada uma.

Seleção de rolhas

Então, as rolhas são selecionadas manualmente uma por uma.

Rolhas selecionadas

 

Logo após isso, e no último passo elas passam por uma máquina que irá fazer as “impressões personalizadas” da marca de cada vinho.

Marcação das rolhas

Gravura na rolha

Exato momento em que a gravura é feita na rolha.

Rolhas ensacadas

Rolhas prontas

Na foto, as rolhas já ensacadas e prontas para distribuição.

As melhores rolhas então prontas para a venda. Elas são extremamente caras, e chegam a custar 3 a 4 reais cada uma.

4 Comentários

  1. Adalberto Fonseca

    5 anos atrás

    Muito interessante aprender como as rolhas são fabricadas. Tomo vinho toda semana, mas os detalhes de como tudo é feito, acaba passando despercebido. Isso é bom pra aprendermos a fundo a origem do que estamos consumindo. Muito obrigado pelo artigo.

    Responder
  2. Flávia

    5 anos atrás

    Não imaginava que uma rolha fosse tão cara!!!! É por isso que agora só vemos rolhas artificiais nas garrafas de vinhos mais novas…

    Responder
  3. Rodrigo Fonseca

    5 anos atrás

    O processo de fabricação da rolha é algo muito bonito de se ver.
    Obs.: Pode parecer algo estranho, mas a primeira coisa que faço ao abrir o vinho é cheirar a rolha. É possível perceber e sentir se o vinho estará bom ou não dessa forma.

    Responder
  4. Maria Rita Fonseca

    5 anos atrás

    Vcs vendeme as rolhas.

    Responder

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>